drogariaaraujo
drogarialiviero
farmadelivery
farmáciaindiana

Espaço Acesse - Drogarias & Farmácia


 
 

Não ficamos sem.


Acesse o site, Farma Delivery e peça sem sair de casa.

brasil

acesseecompre.shop

drograria & farmácia

Precisou de remédios! E agora o que fazer?


Quando você precisa comprar remédios na internet aparece um leque de opções.

Por isso basta seguir algumas dicas abaixo.

Procure por: Boa farmácia | preços baixos | atendimento rápido – pelo menos que entregue em minutos ou pelo menos em uma ou duas horas | que seja de confiança | que facilite o pagamento e que ofereça não só remédios genéricos, mas também originais.

Não se esqueça que exitem remédios para vários tipos de doenças crônicas totalmente grátis. Basta pegar a receita com seu médico e apresentar na farmácia.

Consulta Remédios Um site ótimo, endereços de farmácias, remédios e muito mais sobre o assunto.



As doenças crônicas poderão ser incluídas nos casos atendidos pelos programas públicos de distribuição de remédios. A mudança está prevista no projeto de lei 3706/04, do deputado Eduardo Paes (PSDB-RJ). Pela proposta, é considerada doença crônica toda enfermidade de longa duração e que provoque invalidez em graus variáveis, devido a causas não-reversíveis, que exigem formas particulares de reeducação, terapias permanentes, controle periódico ou tratamento regular.

Relação de doenças

De acordo com o texto do projeto, incluem-se no conceito de doenças crônicas, estabelecidas pelo Ministério da Saúde, entre outras, as seguintes doenças:

  • - 1. Insuficiência cardíaca congestiva ou cardiomiopatia;
  • - 2. Doença pulmonar crônica ativa ou asma crônica;
  • - 3. Artrite Reumatóide, Artrite Reumatóide Juvenil ou Artrite Psoriática;
  • - 4. Lupus Eritromatoso Sistêmico, Espondilite Anquilosante, Dermatomiose ou Paraplegia;
  • - 5. Miastenia grave ou doença desmielinizante;
  • - 6. Doença do neurônio motor ou Mal de Parkinson;
  • - 7. Aids;
  • - 8. Diabetes e Fibromialgia;
  • - 9. Câncer e Psoríase Crônica.


Medicamentos

De acordo com o projeto, os portadores de doenças crônicas receberão, gratuitamente, do Sistema Único de Saúde (SUS), através de Secretarias Estaduais ou Municipais de Saúde, toda a medicação e material médico necessários ao seu tratamento. Para isso, estarão isentos da necessidade de realizar procedimentos judiciais. A proposta determina também que a aquisição do medicamento ou material deverá ser feita diretamente nas Secretarias Estaduais ou Municipais de Saúde e só poderá ser feita com a apresentação de Laudo Médico e Receituário do SUS ou Unidade Hospitalar respectiva, com validade inferior a 30 dias; as Secretarias Estaduais e Municipais deverão se adequar para atender os respectivos pacientes, disponibilizando os medicamentos de forma centralizada em um único setor, unidade hospitalar, local ou departamento.

Prazos e recursos

A aquisição dos medicamentos e materiais, conforme o projeto, será efetivada no prazo de 5 dias a partir da apresentação do requerimento e apresentação do laudo e receituário médico. As despesas decorrentes do fornecimento dos respectivos medicamentos e materiais serão provenientes dos recursos orçamentários do SUS repassados ao estado e município. A previsão orçamentária e a distribuição deverão ser calculadas para que não haja interrupção no fornecimento da medicação. Se a prescrição médica caracterizar tempo indeterminado ou necessidade do fornecimento do medicamento ou material por mais de um mês, as secretarias estaduais e municipais deverão fornecer o medicamento e material de acordo com esta previsão e paralelamente deverão realizar o acompanhamento deste paciente. Pelo projeto, os estados e municípios ficam obrigados a informar aos portadores de doenças crônicas sobre acordos bilaterais sobre distribuição específica de cada medicamento.

Agilidade no processo

Eduardo Paes explica que seu projeto visa, a exemplo do que se faz em âmbito federal em relação à Aids, agilizar o processo para aquisição do medicamento, mediante a padronização dos tratamentos de doenças crônicas e minimização dos procedimentos burocráticos. "Nesses casos, a interrupção ou a falta de tratamento necessário pode implicar em complicações mais graves e, por vezes, irreversíveis", ressalta o autor da proposta. Ele destaca também que a proposta objetiva responsabilizar objetivamente o estado e município "pelos danos provocados em virtude dos costumeiros atrasos de fornecimento de medicamentos e materiais, cuja gratuidade decorre da legislação que disciplina o SUS."

Tramitação

O projeto tramita apensado ao PL 2672/02, do Senado Federal, que inclui os portadores dos vírus das hepatites no benefício de distribuição gratuita de medicamentos, já previsto para os portadores do HIV e doentes de AIDS. As matérias, que tramitam em caráter conclusivo, estão na Comissão de Seguridade Social e Família, onde foi designado como relator o deputado Rafael Guerra (PSDB-MG). As proposições também serão apreciadas pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Farmácias online: usando o Rappi

Outra plataforma que pode ser utilizada para fazer compras nas principais farmácias do Brasil é o Rappi, aplicativo de entregas disponível para Android e iOS. Disponível em mais de 40 cidades em todo o Brasil, ele permite pagamentos via dinheiro, PayPal, Google Pay e cartões de crédito. Para usar o aplicativo é só fazer o download, criar sua conta e fazer seu pedido. Além disso, é possível assinar o Rappi Prime, que custa cerca de R$ 19/mês e permite que compras acima de R$ 20 sejam isentas de frete. Útil, não é mesmo?


Apesar da crise e com vendas estimadas em US$ 33,1 bilhões em 2017 (com base nos preços fábrica), o Brasil subiu duas posições no ranking global, tornando-se o sexto maior mercado farmacêutico do mundo, atrás dos Estados Unidos, da China, do Japão, da Alemanha e da França, segundo a IQVIA.

Pulseira de Biossegurança, Ortho Pauher | Monitor de Pressão Arterial de Braço Elite | Termômetro de Testa sem Contato, G-Tech | Creme Dental Colgate Total 12 | Óleo Essencial de Lavanda 10 ml, Multicor

Além disso, conforme a pesquisa, espera-se que as vendas de medicamentos no País continuem a crescer a uma taxa anual composta entre 5% e 8% no período 2018-2022, bem acima do aumento dos gastos globais com medicamentos. “Como resultado, o Brasil deve se tornar o quinto maior mercado farmacêutico do mundo até 2022, superando a França”, afirma Mladenov.

Ainda de acordo com a pesquisa, ao mesmo tempo em que o País ganhou posições no ranking global, as vendas de medicamentos genéricos também cresceram 15,7% (dados do Sindusfarma). “Em unidades, as vendas subiram 11,7%, atingindo uma participação de 32% do mercado farmacêutico. Isso se deve ao seu preço competitivo (são pelo menos 35% mais baratos que os medicamentos de referência, de acordo com a lei), ao aumento do número de classes terapêuticas e à maior confiança do consumidor em medicamentos genéricos”, acredita.


Segundo ele, fatores adicionais foram as políticas do governo para fomentar as vendas de genéricos e ampliar o acesso ao tratamento médico para a população de baixa renda (por exemplo, o Programa Farmácia Popular do Brasil) e para apoiar a indústria farmacêutica nacional, que é em grande parte voltada à produção desse tipo de medicamentos.

“No primeiro trimestre de 2018, os genéricos continuaram sendo o principal motor do mercado, com aumento anual das vendas de 12,6% e 6,8% em receita e em unidades, respectivamente”, diz.

O Brazil Pharma and Healthcare Sector 2017/2021 apontou ainda que os Medicamentos Isentos de Prescrição (MIPs), incluindo dermocosméticos, foram outro segmento relativamente protegido da desaceleração do mercado.

Algumas das razões destacadas para esse resultado são: a crescente conscientização da população sobre sua saúde; o lançamento de novos produtos, como alimentos funcionais e nutracêuticos; a cultura da automedicação no Brasil; e a contínua expansão das modernas redes de farmácias.

Em termos de medicamentos prescritos, a EMIS Insights também destaca o crescimento robusto das vendas de medicamentos biológicos, produzidos a partir de moléculas mais complexas (material genético ou alteração de genes) para o tratamento de doenças crônicas e câncer.

“Isso é apoiado pela acelerada mudança do perfil epidemiológico do País, pelo envelhecimento da população e pela crescente incidência de doenças crônicas não transmissíveis”, explica Mladenov.

Guia da farmácia Outro site interessante é este, que traz várias materias sobre farmácia e tem também uma Loja virtual

acesse&compre acesse&compre acesse&compre acesse&compre
acesse&compre acesse&compre acesse&compre acesse&compre

Bifarma Compre produtos na nossa farmácia Online e receba os produtos no conforto e segurança de sua casa, tudo isso com a agilidade que só a Drogaria Bifarma te oferece!

Novidades 2020
acesse&compre

Se você gosta desse assunto, acesse também:

NetFarma | Farma Doctor | Bio Pharmus | Aficial Farma | Flara Medicinal


Drograria Liviero

acesse&compre



Sociais

Facebook | Instagram | Twitter | Whatsap | Email | Messenger

Fique por dentro das novidades!

Acesse nossas redes sociais.

Sempre teremos...

Novas lojas!

Novos lugares!

Parceiros

Alguns sites que poderá ser visto aqui.
6PM Ali Express - Alibaba - Alibaba - Amazon - Asos - Bloomingdales - Carters - Carters - Casas bahia - Cd Universe - Century21 - Colombo - Dafiti - DX extreme - Eastbay - Ebay - Epayment - eStarland - Extra - Extra - Fanatics - Fastshop - Ligth in the box - Livraria saraiva - Lojas americanas - Lomadee - Macy´s - Magazine luiza - Marissa - Net Shoes - Nordstrom - Onofre - Pague menos - Pão de acçucar - Polishop - Ponto frio - Sadia - Saks Fifth Avenue - Shopbop - Shopper...