conoycosmetics
foreo
sienoperfumes
veniperfumaria

Espaço Acesse - Perfumaria & Cosméticos


 
 

Perfumaria e cosméticos têm bom mercado


Acesse o site, O Boticário Onde tem amor tem beleza. O Boticário é a marca de beleza mais amada e preferida pelos brasileiros.

brasil

aec

perfumaria & cosméticos

O setor de perfumaria e cosméticos possui um mercado em expansão. Essa é a opinião de empresários e comerciantes que atuam no ramo."Ainda enfrentamos dificuldades devido ao baixo poder aquisitivo do brasileiro", afirma Maria Fernandes, 50, sócia da perfumaria Lim & Ciaas. As diversas formas de atuação no setor é uma das razões da atração exercida sobre empresários e comerciantes. A opção depende do capital disponível.

O interessado pode comprar uma franquia de loja ou fábrica, montar um laboratório, abrir um ponto-de-venda, ser distribuidor ou revendedor autônomo.

Cremes hidratantes para rosto e corpo, loções de limpeza, xampus, condicionadores, batons e perfumes são os itens com maior procura, de acordo com comerciantes e empresários do ramo. Os laboratórios, além de criar uma linha própria de produtos, podem também fabricar artigos para terceiros, como é o caso da Naturelle e da Lim & Ciaas.


Sephora maior rede de produtos de beleza do mundo, fundada na França por Dominique Mandonnaud em 1970.| Eudora uma empresa do Grupo Boticário, com venda multicanal.


"É fundamental, entretanto, que o laboratório tenha um farmacêutico responsável pela produção, característica própria e qualidade dos produtos", ressalta Sofia Bassani, 34, gerente da Naturelle. Segundo Sofia, as pequenas empresas de perfumes e cosméticos são prejudicadas pela concorrência, que ela considera desleal, das chamadas "fábricas de fundo de quintal".

"Sofrem também os consumidores que, atraídos pelos preços, compram produtos de origem desconhecida e sem registro no Ministério da Saúde", diz.

Sem nunhuma sombra de dúvidas! O site Beleza na Webna opnião do acesse&compre.com é um dos melhores sites para se comprar produtos de beleza na internet. O Ebit também concorda conosco. Veja as palavras da empresa.

Exitem muitas franquias no mercado. Não apenas de lojas, mas também de fábricas(leia texto ao lado). Outra opção é revender ou atuar como distribuidor de cosméticos das empresas de venda domiciliar, que fornecem apoio e infra-estrutura aos interessados.

Os fabricantes afirmam que uma revendedora que se dedicar três horas por dia, de segunda a sexta, e conseguir vender pelo menos 40 itens durante o mês, vai lucrar cerca de R$ 230.

acesse&compre acesse&compre acesse&compre acesse&compre
acesse&compre acesse&compre acesse&compre acesse&compre
acesse&compre acesse&compre acesse&compre acesse&compre
acesse&compre acesse&compre acesse&compre acesse&compre
acesse&compre acesse&compre acesse&compre acesse&compre
acesse&compre acesse&compre acesse&compre acesse&compre

Cosmético

Cosmético é aquilo que é relativo à beleza humana. Alguns produtos de higiene pessoal podem ser considerados cosméticos.

Substância ou tratamento aplicado à face ou a outras partes do corpo para alterar a aparência, para embelezar ou realçar o atractivo da pessoa. Tais preparados podem ser aplicados à pele, às unhas ou ao cabelo. A palavra portuguesa "cosmético" deriva da palavra grega kosmetikós, que significa "hábil em adornar". A moderna indústria de cosméticos fabrica uma vasta série de produtos e compreende diversas empresas com ramificações internacionais.

Há milhares de anos homens e mulheres utilizam cosméticos. Arqueólogos encontraram em túmulos egípcios de aproximadamente 3500 a.C. sinais do uso de pintura para os olhos e unguentos aromáticos.

Na Grécia Antiga, usavam-se óleos para banho e outros produtos de embelezamento, mas muitas mulheres sofriam de envenenamento por chumbo porque usavam máscaras faciais que continham esse metal. Na Roma Antiga, fabricavam-se pós para tornar a pele mais alva, carvão para delinear os olhos e pintar cílios e sobrancelhas, carmim para as faces, produtos abrasivos para clarear os dentes etc. Os óleos consumidos eram produtos naturais, como os que se obtinham do azeite de oliva; os perfumes, usados tanto por mulheres como por homens, extraíam-se de flores ou especiarias, com resinas naturais empregadas como fixadores.


Cosméticos para o rosto, tinturas para o cabelo, perfumes e sais de banho já eram utilizados na Europa durante a Idade Média. Atribui-se a Catarina de Médici a introdução do uso de perfumes na França. As civilizações orientais faziam amplo uso dos cosméticos, bem como os povos indígenas da América e da África.

No século XX, massificaram-se a produção e o uso de cosméticos, sobretudo graças ao aperfeiçoamento das embalagens e à promoção publicitária desses produtos. Entre as inovações da indústria de cosméticos destacam-se: o tubo descartável, em fins do século XIX, e os produtos químicos para ondulação dos cabelos, os xampus sem sabão, os laquês em aerossol, as tinturas de cabelo menos tóxicas, e a pasta de dentes com flúor, no século XX.

A fabricação de cosméticos e produtos de toalete não exige em geral vultoso investimento de capital, sendo alto o valor da mercadoria em relação ao custo de produção. Dentre os maiores produtores mundiais de cosméticos encontram-se os Estados Unidos e a França; esta se destaca sobretudo na produção de perfumes.

A legislação varia de país para país, mas como norma procura atender à segurança dos usuários. Os principais testes empregados são referentes à irritação de tecidos, danos à visão, toxicidade aguda e crônica, sendo esta última mais difícil de avaliar.

Quando falamos de cosméticos, falamos também de estética ou simplismente de Shopfisio.


Perfumaria (Perfume)

Perfume (do latim fumus) é uma mistura de óleos, álcool e água, cuja função é proporcionar um agradável e duradoura fragrância de aroma agradável a diferentes objetos, principalmente ao corpo humano.

Fragrância é uma mistura de matérias-primas, podem ser extratos de fontes naturais ou produzida sinteticamente.

Etimologia

As primeiras referências ao perfume remontam às antigas civilizações do Oriente Médio, especialmente o Antigo Egito. Por volta de 2 000 a.C., os primeiros usuários foram os faraós e os membros importantes da corte, logo, o uso do perfume se difundiu, trazendo um agradável toque de frescor ao clima quente e árido do Egito.

A necessidade de contar com essências refrescantes tornou-se tão fundamental que a primeira greve da história da humanidade foi protagonizada em 1 330 a.C. pelos soldados do faraó Seti I, que pararam de fornecer unguentos aromáticos. Pouco depois (1 300 a.C.), coube ao faraó Ramessés II enfrentar uma revolta de peões em Tebas, que estavam indignados com a escassez de rações, de comida e de unguentos.

O químico árabe, Alquindi (Alquindo), escreveu no século IX um livro sobre perfumes chamado Livro da Química de Perfumes e Destilados. Ele continha centenas de receitas de óleos de fragrâncias, salves, águas aromáticas e substitutos ou imitações para droga caras. O livro também descrevia cento e sete métodos e receitas para a perfumaria, inclusive alguns dos instrumentos usados na produção de perfumes ainda levam nomes árabe, como alambique, por exemplo.

O médico e o químico persas muçulmano e Avicena (também conhecido como ibne Sina) introduziram o processo de extração de óleos de flores através da destilação, o processo mais comumente utilizado hoje em dia. Seus primeiros experimentos foram com as rosas. Até eles descobrirem perfumes líquidos, feitos de mistura de óleo e ervas ou pétalas amassadas que resultavam numa mistura forte. A água de rosas era mais delicada, e logo tornou-se popular. Ambos os ingredientes experimentais e a tecnologia da destilação influenciaram a perfumaria ocidental e desenvolvimentos científicos, principalmente na química.

A partir da Espanha foi introduzido em toda a Europa durante o Renascimento. Foi na França, a partir do século XIV, onde se cultivavam flores, que ocorreu o grande desenvolvimento da perfumaria, permanecendo desde então como o centro europeu de pesquisas e comércio de perfumes.


Famílias aromáticas de fragrância (Principais).

Escala de intensidade de aromas, dos leves aos intensos, as principais famílias aromáticas classificam-se em:

Cítricos (hesperídeos):
utilizam matérias-primas extraídas de cascas dos citrinos, de frutas como: limão, bergamota, tangerina, mandarina, entre outras. Também denominam-se "frutados". Uma família aromática popular, porque produz perfumes leves e estimulantes;
Florais (aldeídos):
a matéria prima é extraída das flores, normalmente uma única espécie para produzir um perfume, tais como: rosa, violeta e jasmim. Tem caráter delicado e discreto, em frascos bonitos;
Fetos (fougère):
elaborado a partir de matérias-primas leves e frescas, família aromática representa a frescura das ervas herbáceas, e a elas se juntam a mistura de álcoois, tubérculos e raízes. São muito utilizados em fragrâncias masculinas;
Chipre:
fabricados com matérias-primas advindas de musgos, normalmente do carvalho, que lembram a essência da terra. São perfumes sofisticados, elaborados com a mistura de notas quentes e frias (cítricas com concentradas);
Amadeirados:
grupo aromático extraído das madeiras, produzindo aromas fortes e sedutores, madeiras nobres tais como: pinheiro selvagem, sândalo e cedro do Líbano. Conferem ao perfume características como durabilidade e consistência. A esta família juntam-se ainda algumas resinas balsâmicas quentes: incenso e mirra. Possuem melhor resultado quando combinados com cítricos ou florais.
Orientais:
misturas consideradas mais intensa, junção entre especiarias exóticas constituídas normalmente das tuberosas, anis, canela, baunilha, patchouly, entre outros. São perfumes sofisticados, marcantes e sensuais;
Couros:
fragrâncias extremamente secas, com características dominantes. Suas matérias primas são extraídas do tabaco, de madeiras, couros, musgos etc.

Fonte: Wikipedia.

Se você gosta desse assunto, acesse também:

Natura | O Boticário | Uva Rosa | Sepha | Sephora




Sociais

Facebook | Instagram | Twitter | Whatsap | Email | Messenger

Fique por dentro das novidades!

Acesse nossas redes sociais.

Sempre teremos...

Novas lojas!

Novos lugares!

Parceiros

Alguns sites que poderá ser visto aqui.
6PM Ali Express - Alibaba - Alibaba - Amazon - Asos - Bloomingdales - Carters - Carters - Casas bahia - Cd Universe - Century21 - Colombo - Dafiti - DX extreme - Eastbay - Ebay - Epayment - eStarland - Extra - Extra - Fanatics - Fastshop - Ligth in the box - Livraria saraiva - Lojas americanas - Lomadee - Macy´s - Magazine luiza - Marissa - Net Shoes - Nordstrom - Onofre - Pague menos - Pão de acçucar - Polishop - Ponto frio - Sadia - Saks Fifth Avenue - Shopbop - Shopper...